Pista de patinação - City Hall - Toronto - Canadá

Toronto no inverno

Bbrrr… Que frio!!!  Neve caindo em alguns dias e vento cortante em quase todos. É encantador ver tudo branquinho enquanto está nevando, nem tão encantador assim, ver a cidade, alguns dias depois, com a neve derretendo e virando lama, as ruas sujas (tudo se esconde embaixo), e assim, injustamente, ela parece mais feia. E eu disse injustamente porque Toronto é linda, interessante, organizada e acolhedora!

Vamos aos fatos práticos (os preços citados são de janeiro/2018):

 

Como se locomover:

Pernas para que te quero! Estando no centro, dá pra fazer uma boa caminhada entre alguns pontos.

A caminhada pode ser feita pelas ruas mesmo, mas se quiser escapar do frio intenso, vá pelo PATH, um trajeto subterrâneo que passa por boa parte do centro, com placas indicando direções e saídas. Dá uma volta um pouco maior do que caminhar pela rua, mas, com o frio, é uma excelente opção para fazer o trajeto. Pode-se dizer que é um shopping subterrâneo com lojas e serviços em toda a sua extensão e um grande movimento de pessoas. Dá para ter acesso a ele através de algumas estações de metrô e também no shopping Eaton Center.

Outra opção são os bondes elétricos. A passagem custa CAD$ 3,25 por pessoa/viagem. Entra-se pela porta da frente e é só dizer pro motorista quantos passageiros são, colocar o dinheiro na caixinha ao lado dele e receber os tíquetes que devem ser guardados, pois, ocasionalmente, um fiscal entra no bonde e pede que os apresente.

Bonde - Toronto - Canadá

Metrô: a passagem individual custa CAD$ 3,25 por pessoa/viagem e nos finais de semana tem um tíquete familiar que custa CAD$ 12,00 por dia para dois adultos e até três crianças – a quantidade de viagens é ilimitada.

E há o ônibus turístico (tipo hopon-hopoff) que faz um trajeto específico passando pelos principais pontos, você pode descer nos lugares que vai visitar e depois esperar o próximo para continuar. No verão, a viagem é feita em ônibus de dois andares com a parte de cima aberta e inclui um passeio de barco, já no inverno o ônibus é fechado e tem apenas três horários, sendo o primeiro às 10h. Eu não fiz, mas achei que teria sido uma boa opção para ter uma visão melhor da cidade.

Ele custa CAD$ 38,25 por adulto, CAD$ 34,51 para estudantes e seniors, CAD$ 20,35 para crianças abaixo de 12. Um tíquete familiar custa CAD$ 106,19 e inclui 2 adultos e 2 crianças abaixo de 12 anos. Todos os preços serão acrescidos da taxa.  O tíquete é válido por dois dias.

 

Ingressos para as atrações:

Para visitar os pontos turísticos você pode optar por comprar o City Pass. É um passe que inclui a entrada para 5 atrações, só é vendido on-line e custa CAD$ 86,00 para adultos e CAD$ 58 para crianças (serão acrescidos de taxa). É válido por 9 dias.

Inclui entradas para: CN Tower, Ripley’s Aquarium, Casa Loma, Royal Ontario Museum, Toronto Zoo e Ontario Science Centre.

Se você se interessar por todas estas atrações vale muito a pena comprá-lo. Se estiver interessado apenas em algumas delas, faça melhor as suas contas. Por exemplo, há também um tíquete combinado só da CN Tower com o Ripley’s Aquarium que custa CAD$ 58,00 por adulto, também tem que ser comprado on-line. Se quiser almoçar/jantar no restaurante giratório da Torre faça mais algumas contas, pois, nesse caso, fazendo uma refeição no restaurante, a visita ao mirante já está incluída no preço. O almoço/jantar com entrada e prato principal custa CAD$ 79,00 por pessoa.

Só para você ter uma ideia: a entrada da CN Tower sozinha custa CAD$ 36,00 por adulto, e a do aquário, separadamente, custa CAD$ 35,00 por adulto.

O que fazer:

 

—–   No centro e a pé   —-

CN Tower: estando hospedado no centro dá pra ir a pé até ela. É uma das torres mais altas do mundo e a vista do mirante é linda. São dois pisos sendo que em um deles as janelas de vidro vão do piso até o teto com uma visão bem abrangente. Descendo para o mirante do piso inferior, temos acesso à varanda toda gradeada e um trecho de piso de vidro. Como já citei, tem também o restaurante giratório que me pareceu muito interessante, embora eu não tenha ido.

CN Tower - Toronto - Canadá

Lago Ontario visto da CN Tower

 

Ripley’s Aquarium: fica ao lado da CN Tower e é muito interessante, com várias sessões e espécies. Utiliza um total de 5 milhões de água divididos entre seus diversos tanques, destaque para o Rainbow Reef – mais de 100 espécies que habitam recifes de corais dos oceanos Índico e Pacífico, Dangerous Lagoon – são tubarões, raias, moreias, nadando tranquilamente acima de nossas cabeças enquanto vamos caminhando pelo corredor, Planet Jelly – com águas-vivas que podem ter variados e inacreditáveis tamanhos.

Ripleys Aquarium Toronto Canadá

Ripleys Aquarium Toronto - Canadá

 

Dundas Square: é uma mini Times Square, ou seja, uma praça com muitos luminosos, lojas, restaurantes, bares, estação de metrô etc à sua volta. Nessa praça tem uma cabine de vendas dos tíquetes para os ônibus vermelhos turísticos que já foram citados anteriormente.

Dundas Square Toronto

 

Eaton Center: é um enorme shopping com muitas lojas, restaurantes, cafés, praça de alimentação etc.

Pista de patinação na Nathan Philips Square/City Hall: fica em frente ao moderno prédio da prefeitura de Toronto. Muita gente patinando… muita gente tentando… o acesso à pista é grátis e o aluguel dos patins custa CAD$ 5,00 por duas horas. (tempo que, para um principiante, é mais do que suficiente).

City Hall - Toronto - Canadá

 

—  Um pouquinho mais afastado do centro  —

Trinity Park: um dos parques que permitem a atividade de toboganning, nada mais do que o esquibunda, em que a criançada faz a festa. O ideal é ter uma pranchinha ou um papelão para poder sentar e escorregar. Mas tem que estar bem nevado pra deslizar melhor (quando a neve começa a derreter os parques ficam enlameados e a neve derretida empoçada pelos caminhos). Dá pra ir com o bonde elétrico e descer em frente a ele, na parada Trinitiy Park.

Toboganning - Trinity Bellwoods Park - Toronto - Canadá

High Park: é um enorme parque com diversas possibilidades de atividades. De uma simples caminhada até a patinação no gelo e o toboganning. Fica na estação High Park do metrô. Deve ficar lindíssimo no verão ou se estiver todo nevado. Fomos com a intenção de fazer toboganning mas não foi possível, a neve já estava derretendo e o parque estava uma lama só.

High Park - Toronto - Canadá

 

Casa Loma: é um castelo que foi idealizado e construído pelo empresário, financista, militar, Sir Henry Pellatt para moradia própria, finalizado em 1914. Fica numa colina com vista para a cidade. Hoje em dia é aberto para visitação e expõe seus muitos cômodos completa e finamente decorados, biblioteca, salão de jogos, adega, passagens secretas, jardins, estábulo etc. Além da visitação, é palco de eventos programados periodicamente. Fica próximo à estação Dupont do metrô e a entrada custa CAD$ 30,00 para adultos. É uma das atrações incluídas no CityPass.

Casa Loma - Toronto - Canadá

 

—   Mais longe ainda, de ônibus, passeios turísticos ou de carro  —

Niagara Falls fica a 01h30 de Toronto e seu maior atrativo são as Cataratas do Niagara.

Para chegar nas cataratas, basta descer a Clifton Hill Street e já damos de cara com a beleza das cataratas americanas. É só seguir caminhando para a direita do calçadão observando toda a beleza do lugar, passando pelo píer de onde saem os passeios de barco (somente no verão), pela torre Skylon que permite ter a visão do alto em seu mirante, alguns cafés, lojas de souvenir etc, chegando enfim nas cataratas canadenses que são ma-ra-vi-lho-sas. Observar a força da água é impressionante!

Nós chegamos diretamente na Clifton Hill Street que, pode-se dizer, é um parque de diversões aberto. Nela podemos encontrar museu de cera, casa do terror, campo de minigolfe, parque dos dinossauros, cassino, lojas diversas, restaurantes, lanchonetes, cafés etc. Vários desses estabelecimentos tem fachada temática. Alguns deles não abrem durante o inverno.

Niagara Falls - Canadá

Niagara Falls - Canadá

Skylon Tower - Niagara Falls - Canadá

Onde se hospedar em Toronto:

Não tenho a intenção nem o conhecimento para dar uma opinião mais abrangente sobre as melhores áreas da cidade, mas posso contar a minha experiência e espero que isso possa te ajudar a escolher o seu lugar.

Achei muito bom ficar no centro da cidade pois dá pra ir a vários lugares caminhando e, se for um pouco mais longe, de metrô e ônibus. A única ressalva é o frio que dificultava a caminhada e a solução era entrar de vez em quando numa loja, num café, se aquecer um pouquinho e continuar.

O PATH, trecho subterrâneo já citado mais acima, facilita a caminhada para escapar do frio intenso. Tenha sempre em mãos um mapa para se localizar/orientar (já pegue o seu gratuitamente no aeroporto quando chegar ou num centro de informações turísticas).

Pelas ruas você vai encontrar todo o comércio de um grande centro, ou seja, lojas, mercados, lojas de conveniência, restaurantes, lanchonetes, transporte etc. Aproveite para comprar roupas de frio se não tiver levado o suficiente. Em janeiro já há muitas lojas com liquidações.

A nossa hospedagem foi num apartamento reservado através do site Booking.com.

Leia Como alugar um apartamento para temporada em Toronto e veja fotos do apartamento.

Clique nestes links para acessar os sites oficiais, verificar mais detalhes, comprar  ingressos etc:

CityPass

CN Tower

Ripleys Aquariums

Ônibus Turístico

 

Espero que você aproveite algumas dicas e se tiver alguma dúvida, sugestão, informação complementar, deixe seu comentário!

Anúncios

11 comentários sobre “Toronto no inverno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s