Catedral da Sé - São Paulo

Catedral da Sé em São Paulo – visita guiada à cripta

A Catedral Metropolitana de São Paulo também já foi chamada Catedral Metropolitana Nossa Senhora de Assunção e São Paulo, mas é muito mais conhecida como Catedral da Sé. O motivo de ser assim conhecida talvez seja mais por estar localizada na Praça da Sé do que pelo sentido das palavras, já que ‘catedral’ e ‘sé’ tem praticamente o mesmo significado: igreja principal de um bispado, sede do bispado, igreja com cátedra para o bispo.

Curiosidades à parte, o fato é que a Catedral da Sé é um majestoso templo localizado no centro histórico da cidade, tombado em 2016 pelo Condephaat, Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo. O tombamento inclui também a Praça da Sé que, com suas palmeiras imperiais, embeleza ainda mais a Catedral.

Catedral da Sé - São Paulo

 

Sobre a história e detalhes da arquitetura da Catedral da Sé em São Paulo

A primeira catedral de São Paulo foi construída a partir de 1745, em taipa de pilão e estilo barroco, permanecendo assim por quase 150 anos. Foi demolida com o início da construção do novo templo, moderno, imponente, arrojado, com 111 metros de comprimento, 46 metros de largura e 92 metros de altura (altura das torres).

O início da construção da nova catedral foi em 1913, mas devido a dificuldades na importação dos materiais que viriam da Europa, ela foi inaugurada parcialmente em 1954; faltavam-lhe ainda as duas torres. O reinício das obras ficou para 1956 e as torres só foram concluídas em 1969. 

A Catedral da Sé foi projetada em estilo neogótico por Maximilian Emil Hehl, professor da Escola Politécnica de São Paulo. Após sua morte, a execução do projeto ficou a cargo de outros arquitetos, entre eles Luis Anhaia Melo e Conde Bruno Apolloni Ghetti.

Algumas das características do estilo neogótico que podem ser vistas na Catedral da Sé são as torres com pontas agulhadas apontando para o céu, muitos vitrais para a entrada de luz, presença da rosácea (grande janela redonda na face frontal) e tetos formados por estruturas côncavas.

Em seu interior nos impressionamos com a quantidade e altura das colunas. Para homenagear o Brasil, no topo de algumas delas foram esculpidos animais da fauna brasileira e elementos da flora nacional.

Na construção do altar principal também houve preocupação em homenagear o Brasil. Em alguns pequenos detalhes foram utilizados malaquita, mármore de Siena e lazulita, que tem as cores da bandeira brasileira, respectivamente: verde, amarelo e azul.

Catedral da Sé - São Paulo

 

Além do altar principal, a Catedral da Sé tem mais dois altares laterais. Eles são decorados com mosaicos produzidos por artistas do Vaticano e doados pelo Papa Pio XII. Em um deles está a imagem de Nossa Senhora de Sant’Anna e no outro a imagem de São Paulo.

Catedral da Sé - São Paulo
Altar de Nossa Senhora de Sant’Anna
Catedral da Sé - São Paulo
Altar de São Paulo e vitrais franceses

Os vitrais foram confeccionados por artistas franceses e brasileiros sendo que os vitrais brasileiros se encontram no altar principal e os franceses no corpo da igreja.  Comparando-os, podemos ver entre eles a diferença na riqueza de detalhes.

O órgão de tubos é um dos maiores da América Latina, mas encontra-se desativado. O carrilhão (conjunto de sinos) está localizado na torre direita, foi restaurado e está em funcionamento.

Sobre a visita guiada à cripta

A cripta foi construída embaixo do altar principal e inaugurada em 1919. Tem piso em mármore, escada e colunas em granito e é decorada com duas esculturas de Francisco Leopoldo e Silva, em mármore de Carrara.

Catedral da Sé - São Paulo

Catedral da Sé - São Paulo

Ela guarda restos mortais de bispos e arcebispos de São Paulo, mas exceções foram feitas para três personagens importantes da história da cidade: Cacique Tibiriçá, Regente Feijó e padre Bartolomeu Lourenço de Gusmão.

Atualmente também exibe a exposição ‘Mostra do Santo Sudário’ sem prazo definido para término.

Há missa na capela da cripta toda segunda-feira às 09h.

Para fazer a visita guiada basta se apresentar na Secretaria da Catedral. Elas acontecem todos os dias, porém os horários são variados para se adaptar às missas e demais programações da igreja.

Horários:

Segunda-feira: das 10h às 11h30 e das 13h às 16h30

Terça, quarta e quinta-feira: das 09h30 às 17h

Sexta-feira: das 09h30 às 16h30

Sábado: das 09h às 11h30 e das 13h às 15h30

Domingo: das 12h30 às 15h30

Duração da visita: cerca de 30 minutos

Preço: R$ 7,00.

Telefone da Secretaria: (11) 3107-6832

Como chegar de transporte público:

A melhor maneira para se visitar a Catedral da Sé utilizando o transporte público é descer na Estação Sé do metrô. Ela é a estação mais movimentada de toda a rede, portanto, utilize-a fora dos horários de pico. Faça o impossível para evitar entrar nos trens entre as 07h e 09h e entre as 17h e 19h.

 

Boa visita!

 

 

Esta postagem faz parte de uma blogagem coletiva com a participação de diversos blogs de viagem. O tema escolhido foi “Templos Maravilhosos”. Não deixe de acessar os links abaixo para conhecer outros templos maravilhosos pelo mundo:

 

Publicado em mar/2019

 

Anúncios

38 comentários sobre “Catedral da Sé em São Paulo – visita guiada à cripta

  1. Gostei muito do post. Imagens bonitas e informações completas que inspiram a visita a esse templo tão importante para os paulistas. Parabéns!

  2. Eu já estive em São Paulo tantas vezes e nunca sequer entrei na Catedral Metropolitana! Esse seu post me incentivou demais! Da próxima não passa! E volto aqui pra contar! 🙂

  3. Fiquei encantada com a Catedral da Sé, a riqueza de detalhes e a sua grandiosidade não perdem em nada para as da Europa. Achei muito interessante o passeio guiado, quando eu retornar a São Paulo vou querer fazer.

  4. Acredite, só entei na catedral uma vez! Acho que vou aproveiar a inspiração do seu post e fazer esta visita guiada, obrigada pela dica!

  5. Que legal esse post! Não sabia que existia esse passeio guiado. Já anotado para a minha próxima viagem em São Paulo. A Catedral da Sé é um ícone da cidade.

  6. Em uma visita à São Paulo fiquei bem perto desta catedral, porém não entrei, não fazia parte de um tour que fizemos no Bairro da Liberdade. Porém, fiquei impressionada com seu telhado esverdeado e a imponência de sua estrutura. Na próxima quero conhecer, com certeza. Beijo.

  7. Muito linda a Catedral ! ótimo post ! Fiz uma visita muito rápida há anos atrás. Lendo seu post fiquei com muita vontade de voltar para revê-la com um olhar atento aos detalhes aqui descritos. Beijocas

  8. Nossa que legal! Acho a Catedral da Sé tão bonita, e tenho muita vontade de ir conhecer a cripta. Um dia que estiver pelo centro tentarei ir lá conhecer.
    Adorei o post

  9. A Catedral da Sé é lindíssima! Sempre que dá eu dou um pulo lá! Já tive a oportunidade de assistir a um Requiém a Mozart… perfeito!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.