Palácio de Versalhes - França

Palácio de Versalhes – bate-volta de Paris

Quando estiver em Paris, reserve os primeiros dias para visitar os pontos turísticos mais famosos do mundo, mas não deixe de fazer depois alguns bate-voltas para pontos próximos à cidade e que vão te encantar tanto quanto a capital francesa.

Um deles é o Palácio de Versalhes, um passeio maravilhoso que podemos fazer partindo de Paris pela manhã e retornando no mesmo dia. Além de apreciar a beleza do Palácio, a visita vale também como uma aula de história francesa.

A propriedade tem área de mais de 800 hectares, incluindo jardins, canal, Palácio Trianon e demais dependências, por isso, sapatos confortáveis são muito bem vindos para a caminhada.

Um outro bate-volta imperdível saindo de Paris é até Giverny, a casa onde o pintor Claude Monet viveu grande parte de sua vida e os jardins que serviram de inspiração para muitas de suas obras. Confira como chegar lá no post Visita à casa e jardins de Monet em Giverny.

Como chegar ao Palácio de Versalhes?

O Palácio de Versalhes fica a cerca de 25 km de Paris e uma das melhores maneiras para se chegar até ele é indo de trem.

Para tomar o trem, é só seguir para a estação de trem RER C mais próxima (Invalides é uma delas). Só para constar, RER quer dizer Reseau Express Regional, ou Rede Expressa Regional.

Para a compra do bilhete, é fácil utilizar os terminais de auto-atendimento na estação. Coloque como destino a estação Versailles-Rive Gauche.

Lembre-de de comprar o bilhete de ida e volta e evitar filas na hora do retorno.

A viagem dura cerca de 40 minutos. Os trens saem frequentemente, em intervalos de 15 a 20 minutos, e a estação Versailles-Rive Gauche é a parada ideal em Versalhes.

A caminhada da estação Rive Gauche até o Palácio dura cerca de 8 minutos e é muito bem sinalizada, além de ser fácil seguir a multidão que desce do trem e se encaminha para o local.

Na cidade de Versalhes há mais duas estações, Versailles-Chantiers e Versailles-Rive Droite, que ficam um pouquinho mais distantes do Palácio, mas também dá pra ir a pé numa caminhada de cerca de 20 minutos.

 

Visita ao Palácio de Versalhes - França

Visita ao Palácio de Versalhes - França

Como comprar o ingresso para a visita

A maneira mais fácil de comprar o ingresso é on-line no site oficial do Palácio.

Também é possível comprar na bilheteria do local, mas provavelmente você vai enfrentar grandes filas (e serão duas, uma na bilheteria e outra na entrada).

Escolha o bilhete chamado Passaporte. Ele custa $20 e é mais vantajoso por incluir a visita ao interior do Palácio (com audio-guia) e outros recintos como o Trianon, as exibições temporárias, os jardins e a Galeria de Carruagens. Para assistir aos shows de luzes, o passaporte custará $27. A programação do show de luzes pode ser verificada no site do Palácio.

Sobre a visita

A visita ao interior do Palácio inclui a ala histórica, Galeria das Batalhas, a Capela Real, os apartamentos reais e a ala mais famosa: a Galeria dos Espelhos.

Os Jardins impressionam pela beleza e grandiosidade. São fontes, bacias, estátuas, bosques e até um canal onde se pode passear de barco.

Para quem comprou o ingresso que inclui o Trianon, ele fica a uns 25 minutos de caminhada, mas também é possível ir com um trenzinho que deve ser pago à parte ($8 euros por pessoa). Ali estão o Petit Trianon e o Grand Trianon, além também dos belos jardins.

Palácio de Versalhes - França

Palácio de Versalhes - França
Sala dos Espelhos – 73 m2 e 357 espelhos ornamentando seus 17 arcos

Palácio de Versalhes - França

Um pouco sobre a história do Palácio de Versalhes

===> A história do Palácio começou com o rei Luís XIII que se apaixonou pela região durante suas caçadas. Devido a essa paixão, ele construiu ali a sua residência de lazer, sua cabana de caça.

===> Já durante o reinado de Luís XIV, a construção foi se expandindo e se tornou o Palácio de Versalhes, com toda sua pompa e luxo, sendo palco de festas suntuosas em seus jardins e dependências.

Em 1682 o Palácio se tornou a residência da Corte Francesa, incluindo o governo e a sua administração. Versalhes se tornou a expressão de poder e autoridade de Luís XIV.

Quando de sua morte, o Palácio ainda não estava terminado e foi negligenciado por vários anos.

===> Por volta de 1722, Luís XV reiniciou as obras, renovou a mobília e terminou a construção da Royal Opera House.

===> Durante o reinado de Luís XVI, o Palácio voltou a ser ocupado pelo rei e por sua esposa, Maria Antonieta, até que a situação social e econômica da França os forçou a retornar a Paris. Era a Revolução Francesa e a queda da Monarquia.

===> Em 1796 um Museu foi aberto no Palácio e funcionou até 1803.

===> Um segundo Museu foi criado em 1837 e o Palácio de Versalhes voltou a ser utilizado com símbolo de poder por Napoleão III.

===> Durante a I Guerra Mundial, o Palácio foi fechado mas não sofreu invasões. O Tratado de Paz foi assinado em suas dependências em 1919.

===> Após vários anos sem manutenção e com os prejuízos da guerra, ele só voltou a ser restaurado após duas doações do bilionário americano John Rockfeller. Versalhes voltou então a atrair a atenção do público e ter sua história valorizada.

===> Hoje em dia o Palácio, Jardins e outras dependências estão abertas para visitação e as manutenções, renovações e melhoras com relação à segurança e modernização vêm sendo realizadas para mantê-lo ativo e interessante para a imensidão de turistas que o visitam a cada ano.

É bom saber:

Endereço: Place d’Armes 78000, Versailles – França

Horários:

  • Palácio: De terça a domingo, das 9h às 18h30
  • Trianon: De terça a domingo, das 12h às 18h30
  • Jardins: Diariamente, das 8h às 20h30
  • Galeria das Carruagens: De terça a domingo, das 12h30 às 18h30

Museum Pass: Ele é uma das atrações incluídas no Museum Pass, que dá direito a vários museus e atrações turísticas em Paris.

Sobre a hospedagem em Paris

O site Booking.com tem opções variadíssimas de hospedagem. De maneira fácil e prática, verifique a disponibilidade, os preços e faça sua reserva através dele.

 

Quando estiver em Paris, não deixe de fazer a visita ao Palácio de Versalhes!

Bom passeio!

Deixe suas dúvidas, sugestões e/ou comentários!

 

Post publicado em outubro/2019

Fonte histórica: www.en.chateauversailles.fr/history

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.