Parque Ecológico Imigrantes

Parque Ecológico Imigrantes – como é a visita

O Parque Ecológico Imigrantes fica bem próximo à Rodovia dos Imigrantes, estrada que  é uma das principais vias de ligação entre São Paulo e o litoral paulista. Caminhando pelas trilhas do parque ainda conseguimos ouvir, ao longe, o barulho da estrada.

Ouvir o ruído dos carros durante a visita ao Parque Ecológico Imigrantes nos faz lembrar que o progresso e a modernidade tornam nossas vidas mais fáceis e confortáveis, mas que a preservação e a preocupação com a natureza são primordiais para que as condições atuais sejam mantidas e para que tenhamos mais lugares como esse no futuro.

Parque Ecológico Imigrantes
Foto de Rafa Gushi – spdagaroa

 

O parque oferece 484 mil m2 de área verde com passarelas e trilhas a serem percorridas e apreciadas, rica fauna e flora e muita paz e serenidade.

Tudo isso, somado ao fato de ter sido construído com a preocupação de causar o menor impacto possível ao meio ambiente, manter a sustentabilidade, reciclar os resíduos da obra, proporcionar a inclusão social dos moradores do entorno e proporcionar condições de acessibilidade para todos os visitantes, faz dele um parque ainda mais especial.

Sua localização, entre a Represa Billings e o Parque Estadual da Serra do Mar, forma um corredor para diversas espécies de animais, como por exemplo tatus, quatis, gambás, esquilos, macacos, pássaros e vários outros. Além disso, a exuberante flora da Mata Atlântica pode ser apreciada durante toda o passeio.

O parque foi inaugurado em novembro de 2018 e desde então vem promovendo visitas monitoradas, com calendário já ocupado por vários meses à frente.

Parque Ecológico Imigrantes

Parque Ecológico Imigrantes – como é a visita

As visitas tem caráter educacional e o principal objetivo é difundir os conceitos de preservação, sustentabilidade e respeito à natureza.

Elas são sempre realizadas com o acompanhamento dos monitores do parque e devem ser previamente agendadas através do site ou do email contato@parqueecologicoimigrantes.org.br, ressaltando que até novembro/2019 já não há vagas para as visitas individuais.

É designado um monitor para cada grupo de até 10 pessoas. Por esse motivo, para grupos acima de 10 pessoas é cobrada taxa de R$ 15,00 por pessoa (junho/2019). As visitas individuais são gratuitas.

As visitas se iniciam às 9h e tem duração de cerca de 4 horas. Às terças, quartas e quintas são feitas as visitas individuais e as segundas e sextas são reservadas para grupos com mais de 5 pessoas. Não há visitação nos finais de semana.

Durante o trajeto, o monitor fornece variadas informações a respeito do parque. Informações sobre os trajetos, sobre a acessibilidade, sobre a variedade de espécies da vegetação e também sobre a construção em si, sobre quais foram as preocupações do projeto, quais as premissas nas quais a construção se baseou, quais as condições e impactos que ela causou.

As condições de acessibilidade do parque incluem as passarelas, elevadores para os pontos mais altos, e, na trilha sensorial, placas em braille e canteiros na altura das mãos de crianças e cadeirantes, possibilitando-lhes tocar e sentir as plantas.

Visitas escolares também podem ser agendadas e promovem a vivência prática de diversas matérias, proporcionando desenvolvimento pedagógico e reflexão sobre sustentabilidade e preservação. Não há custo para as escolas públicas, e para as escolas particulares há taxa de R$ 15,00 por pessoa (junho/2019).

Parque Ecológico Imigrantes
Elevador para cadeirantes e pessoas com dificuldade de locomoção

Parque Ecológico Imigrantes

As trilhas do Parque

Durante a caminhada, alguns trechos são percorridos nas passarelas e outros em trilhas, que são curtas e com nível de dificuldade considerado fácil. A mais longa delas, a Trilha dos Macacos, ainda não foi liberada para visitação.

Entre os trechos de trilhas, alguns são cobertos com pedriscos, outros tem degraus de cimento e há também trechos de terra batida.

É aconselhável usar tênis e roupas confortáveis, de preferência calças e mangas compridas, levar boné, repelente e protetor solar.

Parque Ecológico Imigrantes - PEI

Parque Ecológico Imigrantes

Parque Ecológico Imigrantes - PEI

Sobre a construção do parque

A construção do parque foi uma iniciativa da Fundação Kunito Miyasaka e contou com a colaboração de empresas parceiras. Toda a idealização e construção foi feita tendo como base um dos valores da cultura japonesa: o Mottainai, que transmite a sensação de pesar em relação ao desperdício e ensina a valorizar os recursos com respeito e gratidão.

Por esse motivo, todo o projeto se preocupou com a sustentabilidade e em causar o menor impacto possível ao meio ambiente. A utilização do conceito dos 4 Rs foi uma das premissas: reduzir o desperdício, reutilizar recursos, reciclar o que for possível, respeitar a natureza e as pessoas.

Alguns dos aspectos da construção foram a utilização de materiais reciclados e recicláveis, utilização de madeira plástica na construção das passarelas (o que, além de evitar desmatamento, também gera economia com relação à manutenção), gestão do canteiro de obras e dos resíduos gerados, geração de energia solar e eólica, reaproveitamento e filtragem da água descartada.

As passarelas suspensas foram pensadas para produzir o menor impacto possível ao  solo e à vegetação.

O Parque recebeu a certificação internacional AQUA-HQE, o que o coloca no mesmo patamar de importantes parques internacionais em padrões de sustentabilidade.

Parque Ecológico Imigrantes
Trecho da trilha sensorial

Onde fica o Parque Ecológico Imigrantes

O endereço é Rodovia dos Imigrantes, km 34,5, São Bernardo do Campo, SP.

A entrada está localizada no sentido São Paulo-litoral da rodovia, após o posto de combustível da parada do Grupo Borssato, onde há também um McDonald’s e um Madero Container.

O estacionamento é gratuito.

 

É bom lembrar

Não há visitação sem agendamento e não há visitas nos finais de semana.

O acesso ao parque é gratuito para visitas individuais. Para grupos acima de 10 pessoas há taxa de R$ 15,00 por pessoa.

O agendamento da visita deve ser feito através do site ou pelo email contato@parqueecologicoimigrantes.org.br.

As trilhas somente podem ser percorridas com o acompanhamento dos monitores.

Não é permitida alimentação (piqueniques) dentro do parque.

É aconselhável usar tênis e roupas confortáveis, de preferência calças e mangas compridas, levar boné, repelente e protetor solar.

 

 

Aproveite o contato com a natureza! Bom passeio!

 

 

Nossa visita ao Parque Ecológico Imigrantes fez parte da programação do III Japão.br, evento realizado pelo blog Bagagem de Memórias com a finalidade de divulgar a cultura japonesa. Contou com o apoio dos parceiros Associação Bunkyo, Fundação Kunito Miyasaka, Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, Japan House, Pavilhão Japonês, Parque Ecológico Imigrantes, Blue Tree Hotels, VempraLiba, Laço Cerâmicas, Carla Okubo, Designer Heloisa S.V., Restaurante São Paulo-Tokyo, Restaurante e Karaokê Samurai, Japan Sunset Escola, Himawari Taikô e Alfa.

O evento teve a participação dos seguintes blogs de viagem: Bagagem de Memórias, Dani Turismo, Diário de Turista, Idas e Vindas da Carol, Let’s Fly Away, Partiu Viajar, Patrícia Viaja, Por Mais um Carimbo, Qualquer viagem. Eu vou!, Rodas nos Pés, SP da Garoa, São Paulo Sem Mesmice, Trilha MarupiaraViagens de Cá pra Lá.

III Japão.br

 

Publicado em julho/2019

Anúncios

2 comentários sobre “Parque Ecológico Imigrantes – como é a visita

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.